Portal de Notícias Água Preta News

Notícias Política

“2º Arte na Praça” movimenta economia de Itanhém e tem resultados ainda melhores que o primeiro evento

A prefeitura atendeu solicitações como iluminação, instalação de banheiros químicos, mais barracas, policiamento, SAMU e equipe de Saúde

“2º Arte na Praça” movimenta economia de Itanhém e tem resultados ainda melhores que o primeiro evento
Ascom PMI
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Logo após realizar uma reunião com os expositores, a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico – SEDEC, divulgou os resultados do “2º Arte na Praça”, que ocorreu entre os dias cinco e oito de maio, na Praça da Liberdade. 
De acordo com o secretário Denilton Porto e com o diretor Moab Acácio, ambos da SEDEC, o evento contou com a participação de 48 comerciantes, sendo 38 expositores (11 a mais que na primeira edição), e dez comerciantes que já têm seus pontos fixos no entorno da praça. 

Um balanço, feito com os participantes, revelou um faturamento bruto de quase R$180.000,00 (cento e oitenta mil), sendo 7% a mais que na primeira edição do projeto. 

A prefeitura atendeu solicitações como iluminação, instalação de banheiros químicos, mais barracas, policiamento, SAMU e equipe de Saúde para atender às demandas. 

Foram nove atrações artísticas, mais a participação das igrejas evangélicas. Segundo o comandante da Polícia Militar local, não houve nenhuma ocorrência durante o evento. 

Ainda na reunião, foram apresentadas propostas para o futuro, como a criação de uma Associação e o Projeto “Praça Livre”, que, sendo aprovado, promoverá eventos com expositores todos os finais de semana. 

O projeto “Arte na Praça” tem a finalidade de apresentar produtos da cidade, como artesanato, gastronomia, artes, música e a produção da agricultura familiar. O percentual de arrecadação de impostos foi superior aos custos para a realização do mesmo, gerando emprego e renda, principalmente para os pequenos empreendedores. 

FONTE/CRÉDITOS: Jan Santos/Ascom PMI
Comentários:

Veja também

Responderemos assim que possível